Menu Fixo

Fabiola Marine Newsletter

Assine gratuitamente nosso site, e além de receber nossas atualizações, ganhe conteúdo e brindes exclusivos, diretamente no seu email.
* Obrigatório

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

É tempo de mudanças

                                                       (Imagem via www.idadecerta.com.br)
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." - Fernando Teixeira de Andrade




Começou mais um ano e muitos estão prometendo mudanças radicais e irreversíveis.
Como sei disso? Porque sou uma dessas pessoas. Mas não se enganem em achar que o resultado será o mesmo, pois metade dessa "galera" não está pretendo exatamente mudar as coisas que não apreciam em suas vidas, somente molda-las um pouco para que assim se sintam mais satisfeitas, já eu, não tenho outro objetivo esse ano maior do que MUDAR.

Me refiro mudar por completo, não somente mudar o cabelo, ou as roupas, ou mesmo de casa ou cidade, porque na realidade essas são mudanças superficiais. Posso estar sendo muito clichê quando digo que a primeira mudança deve vir de nós mesmos, mas penso isso com toda a minha alma.

Sempre pensei que um indivíduo não conseguiria mudar, afinal todas as pessoas que eu dei diversas chances para essa mudança acontecer nunca demonstravam nenhum sinal de que era possível, então pensei bastante sobre isso e resolví  parar de pedir para que as pessoas ou certas coisas que estou insatisfeita na minha vida mudem e decidí mudar a mim mesma.

E espero assim, conseguir mudar muita coisa ao meu redor... E quem sabe as pessoas que amo não se espelham em mim e resolvem mudar também?! Com certeza isso ajudaria a mudar mais ainda minha vida e isso se tornaria um círculo vicioso, onde todos mudemos algo que não está de agrado e aos poucos mudaremos tudo de errado que atrapalha de algum modo a boa convivencia.

Penso que 2014 seja o ano perfeito para esse tipo de atitude, pois é o ano que mais terá mudanças em minha vida, já tenho em mente em não contar com novidades que ainda não aconteceram e que dependem de terceiros para se realizar, mas sim contar com as mudanças que já são certas e que só dependem de mim e minha fé em Deus.